16 de junho de 2009

O Fim

A Merzbau (editora de Walter Benjamin, Tiago Sousa, b Fachada, entre outros) anunciou o fechar de portas. Este é o comunicado que aparece no site da editora:

Olá,

A Merzbau irá fechar portas brevemente. A informação que foi primeiramente dada aos músicos, acabou por resvalar para os meandros da net e por alguns locais já se tem falado deste facto.
Como não queria deixar de dar uma explicação àqueles que juntamente com os seus músicos e colaboradores, são a razão da existência da Merzbau, ou seja os seus seguidores. Muitos deles assinantes desta mailing list.

Durante cerca de 4 anos fomos responsáveis pelo surgimento de muitos nomes já incontornáveis do panorama da música portuguesa. Dos Losbter, a Walter Benjamin, a Noiserv, B Fachada, Jesus, the Misunderstood, para citar alguns dos mais mediáticos, editámos muita música, corremos o risco, apostámos e ocupámos um espaço que, até prova em contrário ficará por ocupar com o nosso fim. Já tive a oportunidade de agradecer aos músicos, aproveito também para aqui agradecer a vocês que seguiram os concertos e ouviram a música que tínhamos para vos dar.

O motivo que me leva a tomar esta decisão prende-se com o facto deste crescimento exponencial, verificado nos últimos tempos, se ter tornado um fardo complicado de gerir. Sendo que só faria sentido continuar este projecto se fosse para assumir novos desafios e colocar novas metas.
O que me levou a criar a Merzbau nunca foi o intento de me tornar parte do corpo responsável pela promoção e produção de música em Portugal, simplesmente seguia uma necessidade que tinha enquanto músico - pela falta e quase inexistência de estruturas que empurrem os artistas nos seus primeiros passos. Veio a comprovar-se que não estava sozinho e havia outros artistas com vontade de criar e de mostrar trabalho.

Mas chegado ao dia de hoje, e tendo sido capaz de até aqui conciliar os dois lados da questão, ao reflectir sobre que novos rumos e desafios se avizinhavam, e sobre o que é de facto importante para a minha vida, achei que era tempo de me dedicar a 100% à minha música e fazer aquilo que sinto ser o que sei fazer melhor.


Mais uma vez obrigado a todos
Até breve
Tiago Sousa


Com grande pena da minha parte. Mas espero que os projectos musicais dos artistas envolvidos não parem por aqui, e que seja sempre a subir. :)

Diana Guerra, 2009/06/16, 13:17