15 de março de 2010

Em altas no PIB, Electric Willow, com «Majestic Lies», o terceiro álbum de originais


Depois dos dez temas originais no seu primeiro álbum intitulado «Mood Swing» lançado em Dezembro de 2006, «Nothing’s Ever Good Enough», o segundo álbum, agora, Electric Willow voltam a electrificar quem ouve os onze originais que constituem este terceiro álbum, editado em Outubro de 2009 – Majestic Lies.

“Blunders” é o tema que apresenta o novo registo desta banda oriunda da Figueira da Foz, Coimbra e Lisboa. Trata-se de um trabalho constituído por três pessoas: Cláudio Mateus com sua voz, Adílio Sousa no baixo e Pedro Geraldes nos ritmos da bateria.

Cláudio Mateus foi compositor e vocalista dos Caffeine, extintos em 2005 e, sem dúvida, que neste trio encontrou uma forma de desenvolver e amadurecer a sua escrita de canções, como o demonstrou neste último álbum. No discurso musical, nota-se que toca num domínio mais pessoal e autêntico, aborda ritmos coesos e de bom gosto e, há claras inspirações na música pop de 80.

Majestic Lies foi gravado e co-produzido por José Arantes e é o álbum que se encontra em altas no PIB desta semana, onde mais uma vez, cumprimos com o nosso único pacto da música nacional.



Priscila Andrade, 2010-03-15, 09:45h