15 de junho de 2010

«Lights & Darks», o 2º álbum de Rita Redshoes em altas no PIB


Depois do seu primeiro álbum editado em 2008, «Golden Era», Rita Redshoes regressa com «Lights & Darks», editado há precisamente um dia.

“É um disco mais afirmativo da minha personalidade como compositora”, afirma Rita Redshoes, nome artístico de Rita Pereira, à agência Lusa.

«Lights & Darks» - é de luzes e de sombras, é de contrastes de opostos que este disco se compõe. Inspirada por sítios que passou nos últimos 10 meses e de livros que foi lendo, Rita Redshoes acabou por se deixar influenciar pelas mais variadas áreas: na pintura (pelos ambientes renascentistas), na literatura (por escritores como Albert Camus ou Florbela Espanca) e, claro, na música, destacando-se compositores como Les Baxter, Henry Mancini e Arthur Lyman.

Na ficha técnica contamos com Filipe Monteiro nas guitarras e no baixo e Rui Freire na bateria e percussões. Na lista de convidamos temos nomes como Dana Colley (Morphine), Pedro Gonçalves (Dead Combo), Paulo Furtado (The Legendary Tigerman), Ricardo Fiel (ex-Phase, David Fonseca), Paulo Borges (músico da banda de Rita), José Pino (os Shadows portugueses) e The Blue Jeans Band.

“Captain of My Soul” é o single de avanço de «Lights & Darks», composto por um conjunto de músicas menos pomposas e melodiosas (quando comparado com o primeiro álbum), e com uma variedade de instrumentos.

Esta 2ª e 6ª feira acontecem emissões especiais na nossa hora habitual (das 14h às 15h) pelo que o PIB é cancelado. Contudo, 3ª, 4ª e 5ª feira, continuamos a cumprir com o nosso único pacto de transmitir música nacional portuguesa, por isso, não percam a entrevista que temos com Rita Redshoes e a oportunidade de conhecerem melhor este novo álbum.


Priscila Andrade, 2010-06-15, 19h25